1

As primeiras baladas

Enfim, a normalidade está voltando a reinar por aqui. Tenho muita coisa para contar sobre a festinha de aniversário da Letícia e quero fazer um post específico para isso. Mas posso antecipar que foi tudo lindo, melhor do que eu esperava. Um evento simples e marcante, emocionante, inesquecível para mim.

O nosso final de semana foi agitado, começando na sexta com a festinha de 1 ano do Nicolas, nosso vizinho.

No sábado, tivemos outra fetsinha de 1 ano, dessa vez da Ana Clara, uma lindinha filha da Thamires.

E finalmente no domingo, a festinha da Letícia...

E haja energia do papai e da mamãe para acompanhar o ritmo da pequena Letícia. :)
Amanhã eu volto.


3

Dando notícias



Saudade desse cantinho... Estou meio sumida devido a correria dos últimos preparativos para o aniversário da Letícia, que será no próximo domingo. Está quase tudo pronto, acertarei os últimos detalhes hoje a tarde. A ansiedade está tomando conta do meu coração, estou contando os dias.


O final de semana será agitado, hoje temos o aniversário do Nicolas e amanhã da Ana Clara. Já estou vendo que Letícia vai se esbaldar. Assim que der, eu volto com mais notícias e com muitas fotos. :)
4

1 ano

"Nunca imaginei poder amar assim
Querer alguém tão bem, mais do que quero a mim
Letícia, você tem o amor da mamãe (e do papai) pra sempre."

Hoje o dia amanheceu mais bonito, vocês não acham? É que a mais linda florzinha está fazendo 1 ano de vida. Ainda lembro de todos os detalhes do dia 16/02/2011. Já estava definido que o parto seria cesárea, pois eu estava com pressão alta e a médica descartou a possibilidade de parto normal. Então, definimos que eu me internaria por volta de 18h00 e o parto ocorreria por volta de 20h00.

A ansiedade tomava conta do meu coração, mal consegui dormir. Acordei cedo e fui ao salão fazer as unhas e arrumar os cabelos, afinal não sabia quando teria tempo de fazer isso novamente. Almocei na casa da minha mãe, depois deixei ela na fisioterapia e fui buscar as lembrancinhas do nascimento, que foram deliciosas trufas. Como não estava mais dirigindo, por recomendação médica, meu pai me acompanhou todos os momentos. Fiquei aguardando o Eder me buscar na casa da minha mãe e fomos para a casa, nos preparamos para irmos ao hospital. Quando chegamos em casa, quisemos fazer as últimas fotos com o barrigão. Que saudade dele!

Daí fomos ao hospital, eu me internei e fiquei aguardando a médica, que chegou por volta de 20h30. Eu estava com muito medo do parto, mas a vontade de ver o rostinho da minha filha era tão grande que decidi não pensar no meu medo, mas focar na Letícia. Muitas pessoas queridas estavam comigo no hospital, me senti acolhida. Enfim, chegou a hora de ir para o centro cirúrgico e Eder me acompanhou e fotografou o parto. Foi tudo muito rápido, mas foi tudo lindo e intenso. A equipe do hospital foi extremamente atenciosa comigo e me emocionei bastante quando ouvi pela primeira vez o chorinho da Letícia, às 21h05. O que senti naquele momento foi algo muito forte e que só quem é mãe pode entender. O choro, o cheiro, a mãozinha e o rostinho da minha filha era a coisa mais linda que eu já tinha visto. Deus é perfeito!

Hoje estou muito feliz, aprendendo a cada dia a enfrentar as dificuldades da maternidade e me dedicando para ser uma boa mãe. Sei que essa não é uma tarefa fácil, mas empenho não vai me faltar. A Letícia é uma menina linda, saudável, esperta e que só nos dá alegria. Como é bom tê-la conosco. Só tenho a agradecer a Deus por me permitir viver essa experiência. Te amo, amor meu.

"Por tudo o que tens feito
Por tudo o que vais fazer
Por Tuas promessas e tudo que és
Eu quero te agradecer de todo o meu ser
Te agradeço, meu Senhor"

Trecho da música Te agradeço do Ministério de Louvor Diante do Trono
3

E ontem teve pediatra...

Ontem levei a Letícia ao pediatra, pois além da consulta de rotina, queria conversar com ele sobre a roséola, mostrar o medicamento que a médica da emergência receitou e esclarecer algumas dúvidas. A Lelê já está bem melhor, as manchas sumiram, não teve febre e voltou a se alimentar direitinho.

A consulta foi boa, só foi um pouco mais rápida do que as anteriores. Ela está com 9,2 Kg e 75 cm, peso e altura normais para a idade dela. O médico solicitou exame de fezes e urina para acompanhar e ver se está tudo ok, disse que não pediria hemograma agora porque não há necessidade. Explicou que é muito comum que, a partir dos 9 meses, a criança comece a apresentar algumas doencinhas e que as mães devem estar preparadas para isso, tudo depende da imunidade da criança. Também recomendou que aplicássemos a vacina contra varicela (catapora), disponível na rede particular, pois segundo ele, está havendo um surto dessa doença.

Falando em vacinas, tivemos alguns meses de "recesso", mas a partir de 1 ano recomeça a saga da vacinação. A Letícia tem vacina marcada para o dia 16, 20 e 26/02, fora a vacina contra varicela que seria quando ela fizer 01 ano, ou seja, também dia 16/02. Pedi que ele me orientasse com relação a prioridade de vacinação, pois dar tanta vacina assim, neste pequeno intervalo, é coisa demais para a minha pequena.

Com relação à alimentação, continua basicamente a mesma coisa. Também conversamos sobre comportamento e educação, pois agora começa a fase das birras e devemos saber lidar com isso. Sei que essa é uma tarefa muito difícil e que exige preparo e paciência do papai e da mamãe. Preciso ler mais, me informar e pedir a Deus que me capacite nesta difícil missão, talvez a mais desafiadora da minha vida.






2

A roséola passou por aqui

Então que desde a semana passada a Letícia estava adoentada. Febre, vômito, falta de apetite, abuso, enfim, tudo que pode ser associado a erupção dos dentes, já que os superiores estavam rasgando a gengiva dela. Só que na sexta-feira percebi que o seu corpinho estava com manchas avermelhadas, semelhantes a picadas de mosquito, tanto na barriguinha quanto nas costas. Levamos na emergência e o diagnóstico foi dado: roséola.

A roséola é uma doença bastante comum, transmitida por vírus e que afeta predominantemente crianças menores de 2 anos. Após pesquisar sobre o assunto, encontrei as seguintes informações:

O que é?
A roséola é uma daquelas doenças inofensivas da infância mas que deixam os pais malucos de preocupação. Ela começa com uma febre bem alta, sem explicação, e atinge principalmente crianças entre 6 meses e 6 anos, predominando nas menores de 2 anos.
A roséola é causada por um vírus, o vírus do herpes humano tipo 6 (HVH-6) e 7 (HVH-7), e é transmitida pela saliva (pense em todos aqueles brinquedos que são mordidos por todas as crianças da escolinha). É difícil identificar onde ocorreu o contágio, porque a roséola é transmitida quando a erupção de pele ainda não apareceu (e portanto ela ainda não foi diagnosticada), e o período de incubação vai de 5 a 15 dias.

Quais são os sintomas?
A roséola tem um padrão bem característico, de acordo com o esquema a seguir:
• febre alta, repentina e contínua, que fica entre 38,3 e 42,2 graus, durante três ou quatro dias, e que desaparece tão rápido como veio
• além da febre, sintomas como nariz escorrendo, tosse, uma leve diarreia, falta de apetite e de energia
• quando a febre vai embora, a pele começa a ficar manchada. A erupção costuma começar no tronco, e depois vai se espalhando na direção do pescoço e das extremidades, e desaparece em algumas horas ou em até três dias.

Qual é o tratamento?
Assim como nas outras infecções por vírus, não há tratamento contra a causa da doença, apenas para aliviar os sintomas. Na fase da febre, mantenha seu filho confortável, dando bastante líquido para evitar a desidratação. Administre antitérmicos se a febre estiver muito alta e a criança estiver claramente incomodada. Depois que a febre vai embora, a criança ainda pode ficar irritada e manhosa por alguns dias, portanto arme-se de paciência. Logo ela estará novinha em folha.

Fonte: http://brasil.babycenter.com/baby/saude/roseola/


Graças a Deus, a Letícia já está bem, as manchinhas estão quase imperceptíveis, a febre foi embora faz tempo e a energia está sobrando, pra dar e vender! :)


1

Bebê doente e mamãe preocupada

Esses dentinhos estão massacrando a minha pequena. Ontem a noite foi super difícil, ela acordando de hora em hora, não encontrava posição para ficar, até no meu braço estava chorando. Não teve mais febre, mas vomitou de novo uma vez. Também não está comendo direito.

Ainda não tinha passado por isso, mas é angustiante ver a agonia dela e não poder fazer nada, me sinto impotente. Também não é fácil encarar um dia de trabalho depois de uma noite complicada, mas estamos aqui, torcendo que essa fase chata passe logo. Que Deus nos dê um noite melhor hoje!
2

Eles estão chegando!


Desde domingo a Letícia está numa agonia só. É que tem novidade na boquinha dela, estão nascendo os dois dentinhos superiores. Até agora, ela só tinha os dois inferiores. E eu que não conhecia os desgradáveis sintomas que o surgimento dos dentinhos traz, agora estou vivendo na pele essa emoção.

Ela chora, coça a gengiva, baba, vomitou e teve até febre. O sono da noite também está bastante agitado, ela acorda chorando e só dorme no meu braço, quando ponho no berço volta a chorar. Também está enjoadinha para comer. É uma fase bastante delicada, mas faz parte do processo. Assim que ela deixar, vou tirar uma foto dos lindinhos para postar aqui. Por enquanto, só deu para registrar a aflição dela com essa novidade, a mão não sai da boca.